Porque tu vives em Ignorancia XL... <body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10031452\x26blogName\x3dIgNoRaNcIa+XL\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://ignoranciaxl.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://ignoranciaxl.blogspot.com/\x26vt\x3d4393368035857390001', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

terça-feira, janeiro 31, 2006


Revista HipHop Nation Portugal Chega ao fim...

Nada o fazia prever. Estava melhor do que nunca, com grafismo assinado pelo Chemega e muitos artigos que faziam crescer a vontade de que chegasse aquele dia, em que mais um número brilhava nas bancas. Agora, de forma repentina, a revista despede-se, um adios acenado à distância, por parte dos proprietários espanhois.

Eis o comunicado do responsável máximo pela edição portuguesa:

"Boas,

É com pesar que anunciamos que o projecto Hip Hop Nation Portugal chegou ao fim, por decisão do grupo editorial espanhol que a detém. O último número da HHN será editado no início de Fevereiro. Fiz tudo o que me foi possível, e impossível, para manter o projecto, e que tal só foi possível com o apoio de todos os colaboradores da revista. Quero agradecer a todos os que disponibilizaram o seu tempo, esforço e se empenharam pessoalmente neste projecto. Foram dois anos e meio de luta e muito trabalho, que revelaram que vale a pena trabalhar, quando se gosta do que se faz e se faz por amor à arte.

Até uma próxima oportunidade.

Tiago Ribeiro"


Sem duvida alguma uma grande perda para todo o movimento HipHop Nacional.

Um acontecimento bastante negativo para todos os representantes e adeptos do movimento. Esta revista foi sem duvida uma grande ajuda para todos os 4 elementos do HipHop e revolucionou claramente todo o movimento ao longo destes 2 belos anos...

Malditos espanhois...


sábado, janeiro 28, 2006

Bem... como sempre andava eu por ai na net a ver sites e mais sites de cenas a meu gosto e la pelo meio apareceu um link para um fotolog de um alguém qye desconheço mas que conheço e aprecio o trabalho desde há muito... O 1º conhecimento deste artista foi ja há algum tempo em sites de Graffiti nacional e numa das revistas da HipHop Nation... Um artista irreverente com um toque próprio e uma originalidade descomunal que aprecio há muito...
Aqui fica o tributo a esse artista, criadar, desenhador, revolucionário, activista... o que lhe quiserem chamar... ou para quem conhece apenas o seu trabalho... Dheo (site)
Deixo aqui tambem alguns dos seus trabalhos que mais me agradam...




















As I walked along
The supposed golden path
I was confronted
By a mysterious specter
he pointed to the graveyard
over on yonder hill
I paused in cosmic reflection
confused and wondering.
Of how I came to die to die... (to fade)
Hmmm I was confused
For if I was dead
how and why did I die?
but I composed myself
and decided I should face him
But I stood paralyzed
on the supposed golden path.
and I was confronted
by a powerful demon force
and they said it was the devil
and when he spoke his words flowed like glowing lava
from the mouth of a volcano
and I said help me lord ( to fade)
I found myself in some kind of hell
but I did not believe in a
Heaven and hell world of opposite’s kind of reality
and I gained control of myself
and I decided to press on
and as I walked along the supposed golden path
I was trembling with fear all the lions and wizards yet to come.
I seen in the distance silver mountains rising high and the clouds
and voice from above did whisper some shining answer from the womb.
Please forgive me I never meant to hurt you
Please forgive me I never meant to hurt you
Please forgive me I never meant to hurt you
Please forgive me I never meant to hurt you
As I walked along
Please forgive me I never meant to hurt you
As I walked along
Please forgive me I never meant to hurt you
Please forgive me I never meant to hurt you
Please forgive me I never meant to hurt you


Chemical Brothers-Golden Path... Um classico...

sexta-feira, janeiro 20, 2006

Um ano...
Este Blog foi criado há aproximadamente um ano.Por mero acaso foi proximo da data em que a minha vida deu uma volta de 180º.
1 ano depois a minha vida volta ao estado em que estava.
Uma experiencia com quase um ano de duração que mudou em muito a minha vida.
Muitos dos Textos publicados neste blog estão directamente ligados com essa experiencia mas e agora que ela acabou achei bem para mim mesmo tirar algumas conclusões sobre tudo aquilo que vivi.

"Coisas boas? Sim,claro
Coisas más? bastantes
Fiz mal a alguem? Muito mesmo
Magoaram-me?QB
Arrependi-me? Não
Repetia?Pensava duas vezes mas repetia
Mudava coisas que fiz?Claro
Estou melhor agora que há um ano atrás? Sem duvida
Cresci?Para mim sim para os outros não sei
Perdi amizades com isto?As que perdi foram as que não prestavam,salvo raras excepções
Aprendi alguma coisa?aprende-se sempre"

Resumindo...Tudo o que tem começo tambem acaba e não vale a pena viver cá com ilusões de amores eternos e de vidas á filmes que tem sempre um final feliz porque são realidades que só mesmo em sonhos existem.
Abdiquei de muitas coisas na minha vida mas no fim conclui que há sempre que abdicar por algumas coisas mas há certos momentos da vida em que não se deve abdicar das coisas que nos fazem felizes por nada.
Amigos,saidas,noites memoraveis,experiencias novas e irrepetiveis...
São algumas das muitas coisas que possivelmente quando deixar esta idade de ignorancia não volto a fazer.
Sou puto? sou inconsciente? inconstante?
Sou e depois? Que era de todos sem um pouco de estupidez e demencia?
Ser o que esperam que sejamos não é uma forma de vida!
è uma cela!
Não vou ser o que querem que seja! Vou ser o que quero ser,fazer o que quero fazer e viver a meu gosto para atingir os objectivos a que me proponho,os meus,nao os dos outros!


quinta-feira, janeiro 19, 2006

Inicio...

terça-feira, janeiro 03, 2006

Fim...

segunda-feira, janeiro 02, 2006

[Refrão Sp]
tento resistir a esta tentação
por mais que eu queira tenho de dizer que não
se entre nós não pode haver uma relação
não passa mais do que uma forte atracção
 
[Sam the kid]
Primeira aparição tua aparência deu boa impressão
mas a experiência é que a aparência é ilusão
a tua presença foi intensa e a minha intenção
era ensinar-te a não seres tão sensivel
ao mencionares a mão que te acarinha
o teu barão eu tenho a minha também 
mas não resisto à tentação se não disseres a ninguém
isto é apenas atracção convinha sublinhar bem 
antes de ultrapassar a linha que nos tem como amantes, ok?
vieram noites de prazer e nunca foi preciso uma cama
grande robusta, beleza que custa a querer dama
que assusta até chama
o sentimento de alguém de quem sem crer se ama
mas eu já tenho a protecção nem vou matar a relação 
que existe há buéda anos eu já tenho planos
enquanto a dela é triste ficamos tetris
sempre à procura do encaixe 
é quando eu acho que só te amo da cintura para baixo
não leves a mal nada é pessoal sempre foi sexo
mas os dias sem latex tornaram tudo complexo
vens bater-me à porta prenha nunca quis um compromisso
dama aborta eu compro-te isso e se eu falo eu concretizo
por isso não me venhas com uma coisa dessas
até parece que algum dia eu te fiz promessas
foi um erro logo à partida então não fiques ofendida
se eu disser que não há nada em comum e queres uma vida ?
 
[Refrão Sp]
tento resistir a esta tentação
por mais que eu queira tenho de dizer que não
se entre nós não pode haver uma relação
não passa mais do que uma forte atracção
 
[PacMan]
Meu Deus como pode ser tão bom esse mal que tu me fazes
que me obriga a ir a jogo sem figuras nem ases
sabendo que não vou ganhar como nunca ganhei
sabendo que não consigo parar como nunca parei
como podem magras mãos ficar tão grandes assim
que as gentes esgravatar cabem dentro de mim
só pode ser verdade o que me conta a poesia
eu gosto de gostar e sinto a tua falta todo o dia
que posso eu fazer se me fazes tão bem/mal
desafiando as leis da gravidade, a minha moral
o prazer da tua carne tornou-se essencial
para a minha sanidade, física e mental
fatal fatalmente o coração sente
e a minha boca mente em ritmo desplicente
escrevo para ti em papel de carta
tinta preta como a cor dos teus cabelos
envoltos em tons de violeta 
palavras que nunca direi à tua frente
aprendi a ser humano haveria eu de ser diferente?
eu só amo e não reclamo um prémio sem cautela
fechado numa cela sem chave nem janela
a coisa mais bonita deste planeta
beleza rara no meio de uma sarjeta
amor impossível como o Romeu e Julieta
ao menos sonho contigo e podes crer já não é cheta
Amor não dá, não dá, não dá...
 
[Sp]
Eu sei e tu sabes que não podemos ficar juntos
não passa de uma atracção tentemos não ir mais fundo
ambos sabemos que não dá para termos uma relação
temos de nos afastar e esquecer esta paixão
 
no futuro nunca vai ser mais do que tentação para ele
 
[Refrão Sp]
tento resistir a esta tentação
por mais que eu queira tenho de dizer que não
se entre nós não pode haver uma relação
não passa mais do que uma forte atracção


Adicionar aos favoritos