Porque tu vives em Ignorancia XL... <body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d10031452\x26blogName\x3dIgNoRaNcIa+XL\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://ignoranciaxl.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://ignoranciaxl.blogspot.com/\x26vt\x3d4393368035857390001', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

sexta-feira, janeiro 20, 2006

Um ano...
Este Blog foi criado há aproximadamente um ano.Por mero acaso foi proximo da data em que a minha vida deu uma volta de 180º.
1 ano depois a minha vida volta ao estado em que estava.
Uma experiencia com quase um ano de duração que mudou em muito a minha vida.
Muitos dos Textos publicados neste blog estão directamente ligados com essa experiencia mas e agora que ela acabou achei bem para mim mesmo tirar algumas conclusões sobre tudo aquilo que vivi.

"Coisas boas? Sim,claro
Coisas más? bastantes
Fiz mal a alguem? Muito mesmo
Magoaram-me?QB
Arrependi-me? Não
Repetia?Pensava duas vezes mas repetia
Mudava coisas que fiz?Claro
Estou melhor agora que há um ano atrás? Sem duvida
Cresci?Para mim sim para os outros não sei
Perdi amizades com isto?As que perdi foram as que não prestavam,salvo raras excepções
Aprendi alguma coisa?aprende-se sempre"

Resumindo...Tudo o que tem começo tambem acaba e não vale a pena viver cá com ilusões de amores eternos e de vidas á filmes que tem sempre um final feliz porque são realidades que só mesmo em sonhos existem.
Abdiquei de muitas coisas na minha vida mas no fim conclui que há sempre que abdicar por algumas coisas mas há certos momentos da vida em que não se deve abdicar das coisas que nos fazem felizes por nada.
Amigos,saidas,noites memoraveis,experiencias novas e irrepetiveis...
São algumas das muitas coisas que possivelmente quando deixar esta idade de ignorancia não volto a fazer.
Sou puto? sou inconsciente? inconstante?
Sou e depois? Que era de todos sem um pouco de estupidez e demencia?
Ser o que esperam que sejamos não é uma forma de vida!
è uma cela!
Não vou ser o que querem que seja! Vou ser o que quero ser,fazer o que quero fazer e viver a meu gosto para atingir os objectivos a que me proponho,os meus,nao os dos outros!




Como é que se faz mal a alguém e não há arrependimento?:/  


Nc disse que nao havia arrependimento,simplesmente td a gente faz mal a alguem na vida e tem k aprender a viver c isso.Claro k nao se faz mal a ng com vontade mas acontece,não sou santo nem nada que se pareça e sei bem que faço e sempre fiz muita merda na vida...E depois? sou igual aos outros...  


igual aos outros?sem duvida k nao...respeito acima d td!e isso...tda a gente deve ter!  


Tudo acontece por alguma razao ;)
Tu tiveste as tuas, nao critico.Nao da é para compactuar. Tu sabes ;)
Sê feliz!  


mas o/a anonymous tem a sua razao!  


Imagina: o teu corpo em pedaços exposto numa parede; e: tu a vê-lo. Imagina: tu a teres de escolher – um braço para agarrar ou uma perna para andar? Imagina: tu a teres de escolher – uma boca para comer ou dois ouvidos para ouvir? Imagina: só um de dois; não há outra opção: um de dois.
Em poucas horas: braço para agarrar ou perna para andar? Em poucas horas: boca para comer ou ouvidos para ouvir?
Pensa: que membro do teu corpo serias capaz de optar por dispensar em poucas horas?
Imagina: tudo é um corpo; por isso: tu mesmo és um membro de um corpo.
Pensa: quantos dos teus amigos te escolheriam se estivesses exposto numa parede; ou: quantos dos teus amigos te preteririam em favor de outro membro?  


Enviar um comentário

Adicionar aos favoritos